+

Folder
digital

Notícia

 

16/01/2019
Capacidade em 2019: MSC encurta distâncias para a Maersk; COSCO com «crescimento implacável»
A MSC receberá, durante 2019, uma adição de 335 mil TEU à sua capacidade de transporte global, assim encurtando a diferença para a sua parceria na Aliança 2M, a líder de mercado Maersk Line. De acordo com a Alphaliner, a companhia mediterrânica é a transportadora marítima que maior caderno de recepções tem para 2019.

Nas encomendas que serão entregues pelas construtoras navais à MSC em 2019 (durante o segundo semestre) estão oito ULCV’s de 23 mil TEU de capacidade; a transportadora planeia ainda, para este ano, uma série de conversões de navios de 14 mil TEU, elevando a capacidade nominal destes para os 17 mil TEU.

Já a sua parceria, a Maersk Line, adoptará uma postura mais cautelosa no que toca à carteira de encomendas: devido aos receios de uma possível desaceleração económica, a companhia congelou algumas encomendas e apenas detém, agora, seis navios para entrega em 2019, que, no acumulado, totalizam apenas 73600 TEU.

Os números de ambas as transportadoras (as líderes em termos de capacidade de transporte no segmento dos contentores) demonstram, assim, que a MSC aproximar-se-á bastante da Maersk Line e, não fosse a recente aquisição da Hamburg Sud (que implicou a absorção de uma frota de 650 mil TEU) por parte da companhia nórdica, a MSC estaria já respirando no pescoço da líder de mercado.

As transportadoras marítimas com os maiores planos de expansão de capacidade para 2019 são as integrantes da Ocean Alliance – COSCO e Evergreen, que esperam receber adições de 181.000 TEU e 134.000 TEU, respectivamente. «A COSCO continuará o seu crescimento implacável em 2019, a partir da aquisição do OOCL no ano passado», lembrou a consultora Alphaliner.

Fonte: Revista Cargo (Portugal)

voltar