+

Folder
digital

Notícia

 

26/04/2019
Preço da soja segue patinando no Brasil

acessos
Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a quinta-feira (25.04) com preços médios da soja recuando 0,36%, para a média de R$ 75,46/saca, nos portos do Sul ou seus equivalentes em outras regiões, aumentando as perdas de abril para 2,90%. Já no interior, os preços tiveram oscilação zero nesta quinta-feira, mantendo o preço em R$ 71,11/saca e as perdas do mês em 1,93%.

“Alguns sites até respeitáveis espalharam falsas notícias de que os preços da soja subiram até R$ 2,00/saca no RS e no MA. Os preços de quarta-feira (24.04), quando o dólar subiu a mais de R$ 4,00, não subiram, porque Chicago caiu e nesta quinta, quando o dólar atingiu de novo R$ 4,00 e Chicago subiu levemente houve uma pequena alta de no máximo R$ 0,80/saca, mas os compradores se retiraram do mercado”, aponta a T&F Consultoria Agroeconômica.

De acordo com o analista Luiz Fernando Pacheco, tanto na quarta quanto na quinta-feira, porém, houve negócios nos estados do MT e MS: “Simplesmente porque sempre os há nestes estados, independentemente do nível em que estejam o dólar ou Chicago, no que os vendedores fazem muito bem, dadas as grandes quantidades neles produzidas e a necessidade de dar escoamento contínuo à sua produção, já que as indústrias locais não absorvem a maior parte do que é produzido”. 

“Já nos estados do Sul a situação é um pouco diferente, porque há indústrias esmagadoras em quantidade razoável, que absorvem boa parte da produção e a encaminham para o mercado interno de produção de carnes, cujo volume é grande nestes estados”, conclui Pacheco.

Fonte: Agrolink

voltar