+

Folder
digital

Notícia

 

17/04/2019
Associação de armadores de contêineres é criada para atuar na padronização digital no transporte

Algumas das maiores linhas marítimas de contêineres do mundo estão se unindo para formar uma associação que busca impulsionar novos padrões de tecnologia digital para aumentar a eficiência das linhas de transporte e dos clientes.

A DCSA (Digital Container Shipping Association) foi oficialmente lançada em Amsterdã em 10 de abril, depois de obter a aprovação regulatória da Federal Maritime Commission (FMC) dos EUA no mês passado. Entre os parceiros estão a MSC, a AP Moller-Maersk, a Hapag-Lloyd e a Ocean Network Express, com mais participantes no futuro.

O plano para criar uma associação neutra sem fins lucrativos para transportadoras oceânicas foi anunciado pela primeira vez em novembro de 2018. A associação, que foca na padronização, digitalização e interoperabilidade no transporte de contêineres, está iniciando suas operações com uma equipe de liderança de alto nível.

“Pela primeira vez em vinte anos, a indústria de transporte de contêineres se uniu a um objetivo comum de levar a indústria para a era digital. Com a aprovação regulatória, esperamos que a associação assuma o trabalho e comece a colaborar com várias partes interessadas de toda a cadeia de valor ”, afirma André Simha, diretor de informações da MSC Mediterranean Shipping Company e presidente do Conselho de Supervisão de DCSA.

Um dos primeiros projetos da associação será focar nos padrões digitais para lidar com a falta de uma base comum para interfaces e dados técnicos. A associação também está criando um plano de processos industriais, que será outra parte significativa do futuro do transporte. O trabalho realizado será para o benefício de toda a indústria, já que todos os padrões serão publicados abertamente e estarão disponíveis gratuitamente para as partes externas interessadas, disseram os parceiros em um comunicado .

Sede Neutra em Amsterdã

A localização da sede da associação escolhida foi a cidade de Amsterdã, que é vista como neutra. Ao mesmo tempo, afirma a associação, é possível proporcionar proximidade com a infraestrutura de transporte e facilidade de acesso.

“A DCSA está trabalhando para o benefício de todo o setor de transporte de contêineres, por isso foi importante para nós que a sede estivesse localizada em um local neutro, sem que partes interessadas ou empresas específicas fossem favorecidas”, diz Simha.

A DCSA está em discussões com linhas de contêineres de todo o mundo interessadas em participar. Os preparativos para mais duas empresas participarem já estão em andamento, disseram os parceiros.

Fonte: Portos e Navios

voltar