+

Folder
digital

Notícia

 

01/03/2021
Sete em cada 10 graneleiros não estão prontos para EEXI

Sete em cada 10 graneleiros são 'não ecológicos', com o Índice de Eficiência Energética de Navios Existentes (EEXI) provavelmente entrando em vigor em dois anos.

As embarcações deverão receber modificações para não serem desmanteladas.

Durante o MEPC 75, em novembro de 2020, a Organização Marítima Internacional (IMO) aprovou alterações ao Anexo VI da MARPOL, introduzindo um índice de projeto de eficiência energética para todos os navios existentes. Sujeito a adoção no MEPC 76 em junho de 2021, os requisitos do EEXI entrarão em vigor em 2023.

A Clarkson Research Services analisou o perfil ambiental do setor de granéis sólidos, um segmento responsável por 35% da tonelagem da frota global.

Os graneleiros produziram aproximadamente 160 milhões de toneladas de CO2 no ano passado, cerca de 0,5% do total das emissões globais. Os graneleiros são responsáveis por cerca de 20% das emissões de CO2 da indústria naval e movimentaram cerca de 50% do comércio marítimo global em toneladas-milhas no ano passado. Esta frota emitiu seis milhões de CO2 a menos do que a frota de porta-contêineres.

As emissões de CO2 da frota de granéis em 2020 ficaram ligeiramente abaixo dos níveis de 2010, apesar de a demanda por tonelada-milha a granel ter crescido 40%. Os graneleiros reduziram, em média, as velocidades em 18% desde 2008.

Segundo a Clarksons, 29% dos graneleiros são considerados ecológicos.

Fonte: Portos e Navios

voltar