+

Folder
digital

Notícia

 

03/04/2020
Terminal Portuário de Antonina oferece cabotagem a preço de custo para abastecimento interno

TPPF - Terminais Portuários da Ponta do Félix apresenta ao mercado seu plano de ação solidária, diante da emergência na saúde pública mundial causada pelo novo coronavírus (COVID-19).

Baseado em sua experiência no transporte marítimo de cargas e visando contribuir efetivamente para conter os efeitos da crise de saúde em escala global, o TPPF informa que está disponibilizando serviços de operações portuárias de navegação de cabotagem com preço diferenciado.

Será prioridade o transporte para os itens com maior demanda para a população como: medicamentos, equipamentos hospitalares, produtos de higienização, remédios e alimentos.

"O objetivo do TPPF é contribuir para o abastecimento do país e com o governo para que alimentos, equipamentos médicos, remédios, e demais itens necessários, cheguem o mais rápido possível aos destinos", declarou o diretor-presidente do TPPF, Gilberto Birkhan.

Birkhan anunciou que a tarifa do TPPF nas operações especializadas de cabotagem serão a preço de custo. "Vamos colocar em prática toda nossa eficiência nas operações para fazer a diferença neste momento difícil", completou.

Com aproximadamente 7.500 km de extensão, a costa brasileira tem sido cada vez mais explorada como modal para a movimentação interna de produtos. "Neste momento, a cabotagem é uma alternativa operacional customizada que pode atender a necessidade de abastecimento ou escoamento de produtos no Paraná e ainda para o restante do Brasil com uma redução do custo logístico considerável", reforça Gilberto.

"Estamos junto com o Brasil, oferecendo solução, com produtividade e alto nível de serviço. O Terminal segue todos os protocolos nacionais e internacionais de saúde, evitando qualquer possibilidade de contágio ou proliferação do novo Coronavírus", garante o diretor-presidente do TPPF.

A CABOTAGEM

A cabotagem é a navegação entre portos do mesmo país. É considerada um modal promissor, tendo em vista que o Brasil possui uma extensa costa navegável e as principais cidades, polos industriais e grandes centros consumidores se concentram no litoral ou em cidades próximas a ele.

Comparada ao transporte rodoviário e ferroviário, em termos de custo, capacidade de carga e menor impacto ambiental, a cabotagem se torna uma alternativa viável para compor a cadeia de suprimentos de diversos setores.

Fonte: Portogente

voltar