+

Folder
digital

Notícia

 

23/12/2019
Companhia Docas do Rio de Janeiro reduz R$1 bilhão da dívida

A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) - autoridade Portuária dos complexos marítimos do Rio de Janeiro, de Itaguaí, de Niterói e de Angra dos Reis - teve redução de R$1 bilhão no passivo, segundo aponta o fechamento do último trimestre do ano. O valor corresponde a um terço do total de suas dívidas.

Para chegar ao resultado, a CDRJ apostou na implementação de um sistema centralizador do faturamento e contas a receber de todos os portos, na retomada de imóveis ocupados ilegalmente, na redução do passivo trabalhista e dos débitos herdados da antiga Portobras, bem como os oriundos de contratos de leasing.

O diretor-presidente da companhia, Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira, comentou sobre a redução dos gastos. "Quando assumi o cargo, estava ciente da situação financeira da empresa e busquei priorizar um criterioso controle financeiro e revisar os processos em diversas áreas da companhia, o que vai gerar ainda mais conquistas a médio e longo prazo”.

A CDRJ afirma que as ações administrativas e judiciais vão continuar no ano que vem. E outras medidas já são esperadas. “Os desligamentos dos empregados já inscritos no Plano de Desligamento Voluntário (PDV) ocorrerão ao longo do ano, com uma redução prevista de R$ 22 milhões no custo anual da folha de pagamento”, comenta Laranjeira.

Fonte: A Tribuna

voltar