+

Folder
digital

Notícia

 

14/04/2021
Porto do Pecém atinge quase 5 milhões de toneladas movimentadas em 2021

O Porto do Pecém segue com a movimentação em crescimento nesses primeiros meses de 2021. Março confirmou a tendência de elevação e ainda registrou a melhor movimentação mensal do ano, com 1.870,430 toneladas movimentadas, entre embarques e desembarques realizados no terminal portuário cearense.

Se comparado com o mesmo mês do ano anterior, esse desempenho reflete um aumento de 8% nos desembarques (que somaram 1.227.511 t) e um aumento de 47% nos embarques (que totalizaram 642.918 t). Ou seja, na comparação com março de 2020, mais cargas desembarcaram e embarcaram através do Porto do Pecém.

Movimentação no 1º trimestre de 2021
Janeiro – 1.429,700 toneladas
Fevereiro – 1.664, 168 toneladas
Março – 1.870, 430 toneladas
Média Mensal: 1.654,766 toneladas

“Estamos com muita expectativa para a retomada da economia nesse ano, prova disso é que estamos crescendo desde o primeiro mês de 2021. Novas operações, como a do transbordo de combustíveis, contribuiram para esse crescimento no primeiro trimestre, que fechou com 4.964,298 toneladas, quase cinco mil toneladas movimentadas pelo Porto do Pecém”, afirma Danilo Serpa, presidente do Complexo do Pecém (CIPP S/A).

Movimento acumulado

A movimentação acumulada de 2021 (4.964.298 toneladas) do Terminal Portuário do Pecém foi 11% acima em relação ao mesmo período de 2020 (4.458.655 t). Os desembarques subiram 16%, de 3.069.549 t em 2020 para 3.556.046 t em 2021, os embarques tiveram um aumento de 1%, de 1.389.107 t em 2020 para 1.408.251 t em 2021.

Em relação à natureza da carga, granel sólido foi a carga mais relevante na composição dos índices em toneladas, participou com 2.634.321 t (53%), seguido de carga conteinerizada com 1.201.388 t (24%), carga solta 857.069 t (17%) e granel líquido com 271.520 t (5%).

Movimentação no Porto do Pecém

Nos desembarques de cabotagem os principais produtos movimentados foram minérios (1.106.496 t), ferro fundido (112.766 t), cereais (105.996 t), combustíveis minerais (42.855 t) etc. Já os principais embarques de cabotagem ficaram por conta das movimentações de ferro fundido (301.696 t), sal (120.106 t), produtos da indústria de moagem (45.729 t), alumínio e suas obras (33.435 t), combustíveis minerais (28.717 t), plásticos e suas obras (25.154 t) etc.

Nos desembarques de longo curso os principais produtos movimentados foram combustíveis minerais (1.562.893 t), ferro fundido (169.549 t), adubos (6.373 t), máquinas (5.930 t) etc. Em relação aos embarques de longo curso, os destaques foram verificados nas movimentações de ferro fundido (333.856 t), minerios (109.500 t), frutas (58.305 t), combustíveis minerais (35.985 t).

Fonte: Portos e Navios

voltar