+

Folder
digital

Notícia

 

23/01/2019
FMI prevê crescimento de 2,5% da economia brasileira em 2019
O Fundo Monetário Internacional (FMI) revisou de novo para baixo o crescimento da economia mundial em 2019, mas desta vez elevou ligeiramente a estimativa para a expansão da economia brasileira. Em projeções atualizadas, apresentadas nesta segunda-feira em Davos, o Fundo aponta expectativa de crescimento de 2,5% para a economia brasileira em 2019 em vez de 2,4% como projetado em outubro de 2018 – pouco, mas positivo, comparado a sucessivas reduções nos últimos anos.

Para 2020, o Fundo projeta expansão de 2,2% para a atividade no Brasil. Com relação a 2018, a estimativa do FMI é de que a economia brasileira tenha avançado 1,3%, ou 0,1 ponto percentual abaixo da projeção de outubro.

Nas projeções atualizadas que apresentou hoje em Davos, antecedendo o encontro anual do Fórum Econômico Mundial, o FMI observa que deve continuar a gradual recuperação do Brasil, ante a recessão de 2015-2016.

Em todo caso, o crescimento do Brasil é mais ou menos a metade da expansão média dos emergentes, impulsionados pela China (6,2% em 2019) e pela Índia (7,5%). Além disso, a melhora do Brasil compensa só parcialmente a situação na América Latina, diante da perspectiva de crescimento menor no México, refletindo menos investimento privado; na Venezuela onde a contração da economia será mais severa do que se antecipava; e na Argentina, onde a economia sofrerá contração, no rastro do endurecimento de políticas que afetam a demanda doméstica, antes de voltar a crescer em 2020.

Sem surpresa, o FMI mostra que a expansão global desacelerou. O crescimento mundial para 2018 é estimado em 3,7%, como calculado em outubro do ano passado.

Fonte: Diário do Turismo

voltar