+

Folder
digital

Notícia

 

06/08/2020
Fragata brasileira envia equipes médica e de reparos à corveta de Bangladesh

Corveta Bijoy sofreu avarias materiais e teve alguns de seus tripulantes feridos após explosão no Porto de Beirute. Fragata brasileira permanece operando normalmente, em área de patrulha próxima à capital libanesa.

A Fragata Independência enviou, nesta quinta-feira (6), uma lancha com equipes médica e de reparos em apoio à corveta Bijoy, de Bangladesh. O navio militar da marinha bangladeshiana sofreu danos com as explosões que ocorreram no Porto de Beirute, na última terça-feira (4). A fragata realizou sondagem preliminar do canal de acesso ao porto e berços de atracação dos navios da força-tarefa marítima (FTM-Unifil).

O comando de operações navais da Marinha brasileira informou que, após a explosão, a força-tarefa e a Fragata Independência adotaram diversas ações para contribuir com o suporte à corveta Bijoy. A força naval brasileira reiterou que, com o comando da FTM-Unifil embarcado, a fragata permanece operando normalmente no mar, em área de patrulha próxima a Beirute.

A corveta Bijoy sofreu avarias materiais e teve alguns de seus tripulantes feridos. De acordo com a Marinha, os casos mais graves foram removidos prontamente para hospitais nas cidades de Beirute e Saïda. Na manhã da última quarta-feira (5), a Fragata Independência enviou uma lancha com uma equipe médica e militares
especializados em controle de avarias, a fim de apoiar a tripulação da Bijoy. Na ocasião, foram realizados atendimentos médicos e uma avaliação estrutural do navio.

Em nota, a Marinha se solidarizou com familiares e entes próximos das vítimas atingidas pelo grave acidente ocorrido em Beirute. "O Comando da Força-Tarefa e a Fragata Independência permanecem participando das iniciativas de apoio ao navio de Bangladesh, sua tripulação, bem como possíveis ações do governo do Líbano voltadas para o restabelecimento das operações do Porto de Beirute", comunicou.

Fonte: Portos e Navios

 

voltar