+

Folder
digital

Notícia

 

22/02/2019
TMIB registra aumento de 33% no volume de navios em 2018
A VLI, empresa de soluções logísticas que integra terminais, ferrovias e portos, oferece ao agronegócio, ao setor de óleo e gás e à construção civil uma opção para o embarque e desembarque de produtos e insumos no nordeste do país. No último ano, o Terminal Marítimo Inácio Barbosa (TMIB), localizado em Barra dos Coqueiros (SE), aumentou o volume de navios em mais de 30% na comparação com o ano anterior. A versatilidade é o principal atributo do TMIB. Com infraestrutura para receber dois milhões de toneladas por ano, o terminal embarcou dois navios de soja (60 mil toneladas) e viu a movimentação de trigo crescer em 9%. “Temos capacidade para auxiliar na exportação de grãos e na importação de insumos para o Nordeste”, explica Leonardo Paiva, gerente-geral de Portos Norte. O concentrado de cobre é outra carga que evidência em 2018. O terminal fornece condições diferenciadas para manuseio e armazenagem da carga onde a mina é localizada em outro estado, em função da produtividade e disponibilidade do cais – o primeiro lote deste ano já está sendo formado. O TMIB também oferece para a indústria sergipana uma vantagem competitiva: o recebimento de contêineres. O terminal tem capacidade para armazenar mais de 500 compartimentos e, assim, garantir às empresas do estado os benefícios fiscais da importação de diversos produtos. Logística diferenciada O terminal contribui ainda para um dos maiores projetos de infraestrutura energética em andamento no Brasil. Próximo ao TMIB, está sendo construída a termoelétrica Porto de Sergipe I, que será a maior usina do tipo na América Latina com capacidade para fornecer 15% da energia consumida no nordeste. Para isso, a VLI realizou um estudo aprofundado para a sua realização. Foram movimentadas aproximadamente 20 mil toneladas de cargas especiais para implantação do projeto, passando pelo terminal cargas de grande porte com peso de 300 toneladas e com mais de 30 metros de comprimento. “Há um estudo de engenharia diferenciado para atender uma demanda tão específica. É mais uma amostra da nossa capacidade de entregar ao mercado soluções logísticas”, afirma o gerente. Fonte: Portogente

voltar