+

Folder
digital

Notícia

 

22/05/2020
Porto de Fortaleza cresce na movimentação de carga e no resultado financeiro

A Companhia Docas do Ceará fechou o balanço financeiro do primeiro quadrimestre deste ano com alta de 7,94%, em comparação ao mesmo período de 2019. A receita oriunda das cargas movimentadas, de janeiro a abril último, atingiu o montante superior a R$ 22 milhões, com forte contribuição da movimentação dos granéis sólidos (cereais e não cereais). Somente o trigo respondeu, no período analisado de 2020, por 410.360,850 toneladas e já alcançou 38% de tudo o que foi movimentado no ano passado (1.061.482,478 toneladas). Em relação ao primeiro quadrimestre de 2019 nos superamos. No âmbito do Nordeste, o Porto de Fortaleza movimentou 40% de todo o trigo no ano passado.

De acordo com o diretor de Administração e Finanças da Companhia Docas do Ceará, Humberto Castelo Branco, esse incremento na movimentação dos granéis sólidos, que vem contribuindo para o bom desempenho do resultado financeiro da CDC, faz parte do planejamento estratégico aprovado pela diretoria executiva da companhia. “Contando com a movimentação da carga geral e contêineres, estamos focando nossa atividade nos granéis sólidos (cereais e não cereais) e nos granéis líquidos. Este último, apesar de uma leve queda na movimentação devido ao cenário de saúde pública que se instalou desde março de 2020, será reaquecido em breve”.

E no final de semana foi concluída a operação pela Multlog para exportação de 45 mil toneladas de escória do cliente Apodi com destino à França. Um novo carregamento deste mesmo material, só que da Votorantim, terá início até o final desta semana com a operação, também, realizada pela Multlog. Na semana em curso, o Porto de Fortaleza registra ocupação dos seus berços 103, 104, 105, 106 e 201, com a movimentação de trigo, magnésio, alcatrão, carga de projeto e Gás Liquefeito de Petróleo - GLP.

Fonte: Docas do Ceará

voltar