+

Folder
digital

Notícia

 

13/05/2020
Navio no Porto do Pecém ganha máscara gigante em homenagem aos enfermeiros

Navio atracado no Porto do Pecém recebe máscara de proteção como homenagem aos enfermeiros e profissionais da saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19. O item, de cerca de 12 metros de altura por 25 metros de largura, foi estendido nas primeiras horas desta terça-feira, 12, na proa do navio Log-In Jacarandá, no berço 9 do Terminal de Múltiplas Utilidades (TMUT) do porto cearense.

O Dia do Enfermeiro é data celebrada mundialmente em homenagem a Florence Nightingale, marco da enfermagem moderna no mundo, que nasceu em 12 de maio de 1820. Somente no Ceará, são aproximadamente 77 mil profissionais da enfermagem, entre enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem.

Todos esses profissionais são representados pelo Conselho Regional de Enfermagem (Coren-CE) no estado e pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) em âmbito nacional. “Hoje, no Dia do Enfermeiro, e em todos os outros dias, nós estamos na linha de frente de cuidados por vocês. Neste momento difícil, onde enfrentamos uma pandemia, o nosso trabalho é cuidar e alertar”, disse Ana Paula Brandão, presidente do Coren-CE.

Tecido será doado para produção de máscaras individuais

A super máscara levou uma semana para ficar pronta, em ação idealizada pelo Complexo do Pecém, com o apoio da APM Terminals e da Log-In Logística Intermodal. O tecido utilizado na ação será doado pelos organizadores do tributo, para ser transformado em máscaras individuais de proteção.

“Além de homenagearmos esses profissionais importantíssimos no combate ao novo coronavírus estamos também sensibilizando mais uma vez os nossos trabalhadores portuários”, comenta o presidente do Complexo do Pecém, Danilo Serpa.

A máscara gigante será doada no fim do dia de hoje para o Conselho Comunitário do Pecém, que com o trabalho de costureiras da região vai transformar todo o tecido, utilizado na homenagem aos enfermeiros, em máscaras de proteção individual para os moradores das comunidades do entorno do Porto do Pecém.

Fonte: O Povo

voltar