+

Folder
digital

Notícia

 

12/05/2020
IBGE aumenta previsão da safra agrícola em 2020 para o recorde de 247 milhões de toneladas

A produção safra agrícola brasileira deverá ficar em 247 milhões de toneladas em 2020, de acordo com levantamento divulgado nesta terça-feira (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) referente ao mês de abril. A expectativa é 0,8% mais alta do que a divulgada anteriormente.

Se confirmado, o resultado será 2,3% maior que o registrado no ano passado (241,5 milhões de toneladas).

Segundo o IBGE, o arroz, o milho e a soja são os três principais alimentos da safra brasileira e, somados, representaram 92,6% da estimativa de produção e 87,4% da área a ser colhida.

A estimativa é de crescimento de 6,7% para a soja (121,0 milhões de toneladas) e de 3,5% para o arroz (10,6 milhões de toneladas). Já para o milho a previsão é de queda de 3,4% (97,1 milhões de toneladas).

A distribuição da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas foi a seguinte:

Centro-Oeste, com 115,2 milhões de toneladas (+3,3%);
Sul, com 76,1 milhões de toneladas (-7%);
Sudeste, com 24,1 milhões de toneladas (+1,4%);
Nordeste, com 21,1 milhões de toneladas (+1,5%);
Norte, com 10,5 milhões de toneladas (+7%).
De acordo com o levantamento, os destaques do mês foram para as variações do trigo (+1,4 milhão de toneladas), soja (+324,0 mil toneladas), tomate (+88,1 mil toneladas), sorgo (+56,5 mil toneladas).

Já os destaques negativos ficaram para o milho segunda safra (-114,8 mil toneladas), feijão segunda safra (-96,8 mil toneladas) e mandioca (-346,5 mil toneladas).

O IBGE leva em conta o que será produzido durante os 12 meses do ano. Diferentemente do levantamento da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que considera o calendário de safra, que começa em julho e termina junho do ano seguinte.

Fonte: G1

 

voltar