+

Folder
digital

Notícia

 

28/04/2020
Santos Brasil dá início à obra de aprofundamento do cais do Tecon Santos

A Santos Brasil, referência em operação de contêineres e logística portuária, deu início à obra de aprofundamento do cais e reforço de estrutura para a instalação de trilhos para os novos portêineres (guindastes de cais) no Tecon Santos - o maior terminal de contêineres da América do Sul, localizado na margem esquerda do Porto de Santos.

A obra é mais uma etapa do projeto de modernização e ampliação do terminal. Terá investimentos de aproximadamente R? 100 milhões, duração de 15 meses e previsão de envolver cerca de 185 profissionais direta e indiretamente.

Será realizada ao longo de 1.090 metros do cais de atracação (dos berços 1 e 2 do Tecon Santos e do TEV - Terminal de Veículos) e aumentará a profundidade máxima do cais para 16 metros. Atualmente, o berço 3 do Tecon já conta com 16 metros de profundidade.

Também reforçará a estrutura do cais para receber trilhos para os novos portêineres de última geração que fazem parte do projeto de modernização do terminal. Os dois primeiros portêineres - de um total de oito - já chegaram ao Tecon e entraram em operação no dia 3 de abril.

A nova obra, para a qual foi contratada a construtora Piacentini do Brasil, será realizada paralelamente à outra já em andamento no terminal, cujos investimentos somam R? 150 milhões e que amplia a extensão do cais acostável dos atuais 1.290 metros para 1.510 metros.

Com a conclusão das duas frentes de trabalho, prevista para meados de 2021, toda a extensão do cais de atracação do Tecon Santos e do TEV terá profundidade máxima de 16 metros.

A Santos Brasil tem sido diligente na adoção de medidas preventivas em suas unidades de forma a manter a operação e zelar pela segurança e saúde de seus funcionários e terceiros frente à pandemia do Coronavírus (Covid - 19). Da mesma forma, as construtoras contratadas para executar as obras seguem todas as recomendações dos órgãos públicos e autoridades de saúde.

O projeto de ampliação e modernização do Tecon Santos é fundamental para o Porto de Santos e comércio exterior brasileiro. Permitirá que o terminal tenha capacidade de receber simultaneamente até três navios New Panamax (366 metros), adequando-o para a nova categoria de embarcações prevista para escalar no porto nos próximos anos.

De acordo com Antônio Carlos Sepúlveda, presidente da Santos Brasil, a Companhia tem uma visão de longo prazo e não pretende alterar seu plano de investimentos em função da crise provocada pelo Covid-19. "O setor portuário tem importância estratégica para o país e a nossa responsabilidade para com a sociedade exige que estejamos preparados para atender com qualidade as demandas futuras", diz.

O investimento total previsto no projeto de ampliação e modernização do Tecon Santos é da ordem de R? 1,5 bilhão em valores atualizados. Aumenta a produtividade operacional, a eficiência energética, a velocidade e o fluxo da operação e amplia em ao menos 20% a capacidade de movimentação do terminal, de 2 milhões de TEU (unidade de medida equivalente a um contêiner de 20 pés) para 2,4 milhões de TEU/ano. Possibilitará o atendimento de maneira eficiente da demanda prevista para o porto, com a chegada dos novos navios New Panamax, incrementando o nível de serviço e a experiência dos usuários do Tecon Santos.

O atual ciclo de investimentos no Tecon Santos começou em 2018, com uma primeira fase de aquisições de equipamentos, no valor de cerca de R? 100 milhões, referentes à compra dos dois portêineres (com 50 metros de altura, comprimento de lança de 70 metros e capacidade para movimentar até 100 toneladas), 30 reboques e 30 terminal tractors para a movimentação de cargas no pátio. Desde então, a Companhia já investiu mais de R?170 milhões na modernização do Tecon Santos, totalizando R?235 milhões em todas as suas unidades de negócio, entre 2018 e 2020.


Fonte: Portos e Navios

voltar