+

Folder
digital

Notícia

 

14/04/2020
Faturamento dos empresários portuários deve cair para 50% por causa do Covid-19

O faturamento no mercado interno das empresas do setor portuário deve reduzir nos próximos 30 dias. É o que 50% dos empresários apontam no Painel Impacto no Transporte - Covid 19, divulgado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), nesta segunda-feira (13/04).
Dos que acreditam na redução, 60% entendem que o percentual que vai diminuir varia de 20% a 39,9% enquanto os outros 40% apostam em um número menor, de 0% a 19,9%.

De acordo com a pesquisa, para os próximos 60 dias, o número de empresários que devem se sentir impactados negativamente aumenta, sendo 60% com a percepção de que o faturamento vai diminuir. Outros 20% acreditam que pode aumentar, 10% não veem impacto e os outros 10% não souberam ou não responderam. O levantamento informa que 90% dos empresários do setor acreditam em impactos negativos por causa do coronavírus; sendo para 50% muito negativo e 40% negativo moderado

Podendo escolher mais de um tópico dos principais impactos a pandemia, 70% dos portuários creditam à queda de faturamento; 60% à dificuldade de operações por restrição de movimentação; 20% à inadimplência por parte dos embarcadores; 10% ao cancelamento de contratos e 10% à paralisação total e parcial das atividades das empresas. Para 50% das transportadoras do setor portuário, o tempo estimado da pandemia será de 4 a 8 meses; 30% são mais pessimistas e apostam em um cenário de 12 a 24 meses. Para 10%, em três meses, terá sido resolvido e os outros não souberam ou não responderam.

A pesquisa foi feita de 1º a 3 de abril pela Confederação e foram ouvidas ao todo 776 empresas que atuam nas seguintes áreas: rodoviário de cargas, rodoviário de passageiros – regular, rodoviário de passageiros – fretamento, urbano de passageiros por ônibus, ferroviário, navegação interior, metroferroviário, aéreo de passageiros, portuário, operadores logísticos e agentes marítimos.

Fonte: Gerência Executiva de Relações Institucionais e Comunicação da ABTP

voltar