+

Folder
digital

Notícia

 

12/02/2019
Porto do Pecém terá portão que privilegia 'Rodovia das Placas'
Para facilitar o escoamento das placas de aço produzidas pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), a Companhia de Desenvolvimento do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp) iniciou, ontem, a construção de um segundo portão de acesso ao Porto do Pecém, cuja ligação será realizada através da rodovia CE-576, também conhecida como "Rodovia das Placas". Semelhante à entrada já existente, o chamado Gate 2 deverá ser concluído no prazo de seis meses ao custo de R$ 3,484 milhões, conforme contrato firmado com a Construtora Platô LTDA, publicado no Diário Oficial do Estado (DOE). O prazo pode ser prorrogado nos termos da Lei nº 8.666/93. A vigência do contrato tem prazo total de 12 meses. Segundo informou o Cipp em nota, "a nova obra tem o intuito de otimizar a entrada e saída de mercadorias no terminal, que tem aumentado a cada ano". Obras de expansão De acordo com a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), as obras da segunda expansão do Porto estão com 96,49% de avanço total e incluem a pavimentação e ampliação do quebra- mar, uma nova ponte de acesso ao quebra-mar, além de mais três berços de atracação de navios cargueiros ou porta-contêineres. Sobre os berços sete e oito, a Seinfra informou que já foram entregues e o nono apresenta 96,67% da obra executada. Além disso, a nova ponte de acesso também segue em construção, com 96,26% de avanço nos serviços. A previsão é de que as obras sejam concluídas ainda no primeiro semestre de 2019. Histórico Somente em 2017, as obras da segunda expansão do Porto foram interrompidas duas vezes por falta de recursos e atraso nos pagamentos ao consórcio responsável pela ampliação, formado pelas construtoras Marquise e Ivaí. A primeira das paralisações ocorreu em março e outra em setembro, quando 190 trabalhadores foram afastados de suas funções. Desde a metade de outubro daquele ano, no entanto, as obras foram retomadas e não pararam mais. Assinada em outubro do ano passado, a parceria entre a Companhia de Desenvolvimento do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp) e o Porto de Roterdã gerou recursos que estão ajudando a finalizar a expansão. O acordo de gestão compartilhada foi firmado com um investimentos de R$ 323 milhões por parte dos holandeses. Do total do montante, R$ 90 milhões estão sendo destinados à conclusão das obras. Nova previsão Apesar do segundo portão do Porto do Pecém ligar o Complexo diretamente à CE-576, a chamada "Rodovia das Placas" ainda não foi entregue. Com cerca de 99% das obras concluídas, a previsão de finalização é até o fim de março deste ano, segundo informações do Departamento Estadual de Rodovias (DER). O novo acesso ao Porto do Pecém, que começou a ser construído ontem deverá facilitar a chegada das placas de aço produzidas pela Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) Fonte: Diário do Nordeste

voltar