+

Folder
digital

Notícia

 

11/02/2020
Greve da Petrobras tem motivação política, afirma ministro

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, crê que a greve que afeta a Petrobras tem como motivação questões políticas.

Segundo ele, a fábrica de fertilizantes em Araucária, no Paraná, que está no rol de ativos a serem vendidos pela companhia, gera um prejuízo de R$ 400 milhões ao ano aos cofres da petroleira. Ela foi o fator desencadeante para as paralisações.

“Da mesma forma ocorreu em Sergipe e na Bahia, com as outras fábricas de fertilizantes, que hoje em dia foram arrendadas para cumprir o seu papel, que não é o papel da Petrobrás, também será feito lá em Araucária. Não tem FUP ou outra central que mude essa decisão”, disse o ministro ao Estadão.

De acordo com a Federação Única dos Petroleiros (FUP), já foram mobilizados aproximadamente 20 mil trabalhadores em 13 estados, incluindo o Ceará na greve da Petrobras. Ao todo, são 43 plataformas, 18 terminais, 11 refinarias e mais 20 unidades operações, além de bases administrativas com as atividades suspensas.

Fonte: Focus

 

voltar